Os sonhos de Waking Life

O filme de Richard Linklater está longe de ser simples. Além de abordar temas como metafísica, filosofia social e o sentido da vida, o visual foi escolhido para combinar com os assuntos. A estética tem como intenção criar algo que se pareça um sonho (e quem assistiu ao filme, entende perfeitamente o porquê), e para isso foi utilizada a técnica da rotoscopia.

A rotoscopia, muitas vezes não considerada animação por algumas pessoas mais radicais, consiste em criar imagens animadas sobre uma ação filmada em live-action. Pode parecer estranho, mas a técnica é utilizada em algumas cenas de diversos filmes da Disney, como Aladdin, Branca de Neve e mesmo Bela Adormecida, que vimos algumas semanas atrás. O que muda é a escolha do estilo da animação, que pode deixar óbvia a rotoscopia ou deixá-la invisível. Abaixo, um vídeo rapidinho com a comparação entre uma cena em live-action e depois da rotoscopia.

 

Essencial para o que o diretor queria em Waking Life, a técnica deixa o filme no meio do caminho entre uma animação e um live-action, se aproveitando da confusão do público para transmitir o sentimento. É um filme diferente, ousado, e que merece ser visto.

 

(Caso tenham interesse, um animador que eu adoro e utiliza bastante a rotoscopia: Ryan Woodward.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s